Logotipo Universidade Flecha pra baixo - Ícone line
Atualizado em

segunda, 30.Mar.2020

Tendências para o varejo do futuro

mulher em supermercado fazendo compras

As tendências de mercado estão mudando constantemente e as empresas que desejam destacar-se no seu ramo de atividade devem estar à frente do seu tempo com a percepção voltada ao futuro. Segundo a revista Forbes que listou os 20 maiores varejistas mundiais de 2016, as 12 novas empresas desse ranking fizeram exatamente isso e obtiveram sucesso.

Conheça algumas das análises realizadas pela consultoria de varejo Dexi Marketing, entre janeiro de 2015 à Junho de 2016 no Brasil, Estados Unidos, Europa e Sudoeste na Ásia para identificar as principais tendências de consumo e varejo entre 2017 e 2020:

1.  Comportamento de compra em mudança

A “geração saúde” continuará crescendo e chegará a 21% em 2020. O estudo ainda explica que a inovação não virá apenas na composição dos alimentos, mas como as pessoas se relacionam com eles.

A ecologia também ganhará um sentido diferente do varejo corporativo de hoje, com a influência da natureza que apontará na decisão de compra e estará mais relacionada com o controle consciente dos recursos naturais.

2.  Novas mídias na era digital

As plataformas sociais conquistaram o público rapidamente e farão ainda mais diferença no relacionamento de empresas e marcas com seus clientes. A era digital esta transformando tudo ao seu redor, por isso as campanhas de marketing mais efetivas utilizarão mídias diferentes das tradicionais, com novas métricas de avaliações e resultados.

3.  Mudança no relacionamento com o cliente

Os consumidores querem adaptar os produtos às suas necessidades, e a tecnologia é um grande viabilizador. Além de oferecer produtos e serviços, as empresas criam, gerenciam e fidelizam relacionamentos com seus clientes, os quais irão se tornar mais complexos e vantajosos.

4.  Crie oportunidades na era digital

Até 2020 serão mais de 4 bilhões de consumidores conectados com mais produtos e serviços disponíveis. A internet e os negócios ampliarão os segmentos de mercado e as atuações das empresas, então vale a pena pensar na geração de valor (geração Y e Z, nascidos a partir de 1980) ao invés do volume somente. 

Essa era digital que estamos vivendo, proporciona ao varejista uma grande corrente de dados dos clientes, como gostos, lugares que frequenta, facilitando para as empresas conhecer melhor os gostos dos consumidores e elaborar novas estratégias de negócio.

Fonte: O Negócio do Varejo

Atualizado em: segunda, 30.Mar.2020