Logotipo Universidade Flecha pra baixo - Ícone line Instagram da CISS Youtube da CISS
Publicado em

sexta, 02.Mar.2018

Vendas nos Supermercados Aumentam 2,69%

Cadastro realizado. Desfrute dos nossos melhores conteúdos.
Receba novidades por email
{{ errors.newsletter_email[0] }}

As vendas do setor supermercadista apresentaram crescimento de 2,69% em janeiro, ante o mesmo período do ano passado. No entanto, as vendas em valores reais em janeiro, deflacionadas pelo IPCA/IBGE, tiveram queda de -21,44% na comparação com o mês de dezembro. Em valores nominais, as vendas do setor registraram queda de -21,21% em relação ao mês de dezembro e, quando comparadas a janeiro do ano anterior, alta de 5,30%. No acumulado do ano, as vendas cresceram 5,30%. Os números são do Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), apurado pelo Departamento de Economia e Pesquisa da entidade nacional. Para o ano de 2018, a entidade projeta alta de 3% nas vendas.

 No mês de janeiro, a cesta de produtos "Abrasmercado", pesquisada pela GfK e analisada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da Abras, registrou alta de 0,46%, passando de R$ 449,02 para R$ 451,10. As maiores altas de preço no mês de janeiro foram registradas nos produtos: tomate, cebola, margarina cremosa e arroz. Já as maiores quedas foram nos itens: feijão, massa sêmola espaguete, ovo e açúcar.  Confira a tabela abaixo:

Páscoa 

 A Páscoa 2018 deverá registrar vendas no mesmo patamar do ano anterior para 50% dos supermercadistas que participaram do estudo elaborado pelo Departamento de Economia e Pesquisa da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). O levantamento aponta que 32,9% dos empresários estão otimistas em relação à data, e projetam vendas superiores às estimadas em 2017. No entanto, para 17,1% dos supermercadistas os resultados de 2018 serão inferiores aos apresentados no ano anterior. As encomendas dos supermercados apontam para um crescimento nominal de 0,2% (a estimativa em 2017 era de -4,9%). Deflacionado pela variação média dos produtos pesquisados, 2,5%, a redução real deverá ser de -2,3% (no ano passado esta mesma expectativa estava em -7,7%).

Encomendas 

 Assim como em 2017, em relação às encomendas de chocolates, tradicionais na época, os varejistas preferiram ser mais cautelosos, e apostaram nos produtos de menor valor agregado, como as caixas de bombons de 400 gramas (6,7%), chocolates (barra, tablete, etc.) 6,0% e bombons em geral (3,8%). Em relação aos ovos de Páscoa, somente os menores, de até 150g, registraram aumento nas encomendas em relação ao ano passado (0,5%). O restante registrou queda nos pedidos: Ovos de Páscoa acima de 500 gramas (-3,0%) e Ovos de Páscoa de 150g até 500g (-1,6%).

 Em contrapartida, os demais produtos procurados na data tiveram aumento nas encomendas em 2018: cerveja (6,6%), azeite (5,2%), peixes em geral (5,0%), refrigerante (4,5%), vinhos importados (3,1%), bacalhau (2,7%) e vinhos nacionais (1,9%). Dos itens típicos, o único que apresentou queda nas encomendas em relação a 2017 foi a colomba pascal (-2,3%).


Publicado em: sexta, 02.Mar.2018

ARTIGOS RECOMENDADOS